Benefícios do Aleitamento Materno

Samadhi Salvador Cruz
Benefícios do Aleitamento Materno

O leite materno é o alimento ideal para o lactente devido às suas propriedades nutricionais e imunológicas, além de proporcionar o fortalecimento do vínculo entre a mãe e o bebê.

O leite materno tem três fases em seu processo de produção.

A primeira é chamada de colostro. Sua composição é importante para a adaptação fisiológica do recém-nascido à vida extrauterina. É espesso, tem cor amarelada e é produzido durante a gravidez e durante alguns dias após o parto.

É rico em carboidratos e proteínas, mas tem baixo teor de gordura, tendo também, uma grande concentração de anticorpos. Facilita o estabelecimento da flora intestinal e a expulsão do mecônio. Por ser rico em anticorpos pode proteger contra bactérias e vírus presentes no canal de parto ou associados a outros contatos humanos. Os níveis de vitaminas A e E são 3 vezes maiores que o do leite maduro.

A segunda fase é a de transição, é produzido entre as fases do colostro e a do leite maduro, com mudanças graduais em sua composição. É produzido de 7 a 10 dias após o parto até aproximadamente 2 semanas.

As concentrações de imunoglobulinas e proteínas diminuem e crescem as de lactose, gordura e calorias. As vitaminas hidrossolúveis aumentam e as lipossolúveis diminuem até os níveis do leite maduro.

A terceira e última fase é chamada leite maduro. Esse leite já possui uma constituição completamente adequada para proporcionar uma nutrição ideal, crescimento e desenvolvimento adequados. A produção normalmente nessa fase, se adapta à demanda do bebê.

A produção do leite materno é um processo dinâmico e se adapta às situações, como por exemplo, durante a noite onde temos uma maior produção de melatonina ajudando, assim, o bebê a dormir melhor, ou também, concentrando mais água para hidratar a criança de acordo com o clima.

Além dos benefícios citados anteriormente podemos destacar ainda outros benefícios para o bebê, para a mãe e para a família como um todo.

A amamentação natural proporciona ainda ao bebê o desenvolvimento adequado das funções de mastigação, deglutição, respiração, articulação dos sons da fala e desenvolvimento motor-oral, diminuição do índice de alergias, doenças cardiovasculares, dermatite atópica, desnutrição, diabetes mellitus, doenças gastrointestinais, um melhor desenvolvimento cognitivo, neuromotor e social.

Para a mãe, o aleitamento natural proporciona a aceleração da involução uterina, retorno ao peso anterior a gestação, efeito contraceptivo (por um curto espaço de tempo), redução do risco de câncer de mama e colo do útero e doenças cardiovasculares. Foi observado, também, que mulheres que amamentam negligenciam menos seus filhos pois, o aleitamento materno proporciona um vínculo sólido afetivo entre a mãe e o bebê.

O aleitamento materno não proporciona benefícios somente à mãe e o bebê, mas também, à família como um todo. Por ser um método barato de alimentação favorece a economia familiar e de instituições, pois, um bebê saudável necessita menos de consultas médicas, medicamentos, exames médicos e hospitalizações.

Você mãe, que deseja amamentar e por algum motivo não consegue, ou se seu bebê não consegue mamar, procure ajuda fonoaudiológica.

Clinica Qualidade de Vida Unidade 2 

Fone: 16 3376-1129 16 99364-4406

formatação para inclusão em referências bibliográficas

Salvador Cruz , Samadhi. Benefícios do Aleitamento Materno. Em: <http://qualidadevida.psc.br/artigos/22>. Acesso em: 21/05/2018.